POR MIDIAMAX
Publicidade Marcilio Noticias

A DGPC (Delegacia Geral de Polícia Civil) deve apurar o sumiço de cerca de 100 quilos de cocaína, que estavam no prédio da delegacia de Aquidauana – a 143 km de Campo Grande. A droga é avaliada em cerca de R$ 2 milhões, levando em conta que o preço do quilo é cerca de R$ 20 mil quando comprada na Bolívia para ser traficada no Brasil.

A droga estaria em um depósito onde são guardados os produtos aprendidos em ação da polícia e teriam desaparecido do local. A Polícia Civil não informou se já tem algum suspeito do furto do entorpecente, que só foi descoberto nesta segunda-feira (10).

O delegado Eder Oliveira Moraes, responsável pela delegacia de Aquidauana, foi procurado pela reportagem do site e informou que não comentará sobre o caso, mas que o assunto é apuado pela DGPC (Delegacia Geral de Polícia Civil). A reportagem também procurou o delegado geral Marcelo Vargas, mas ele não atendeu as ligações.


Deixe a repetição