Dourados tem 35 mil no SCPC por R$ 24 milhões em dívidas no comércio local

94FM

Dados do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) revelam que 35.113 habitantes de Dourados estão com o “nome sujo” na praça. Ao todo, as dívidas não pagas no comércio da maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul superam R$ 24 milhões. E para garantir a quitação de pelo menos parte desse montante, a campanha Saindo do Sufoco foi lançada segunda-feira (11).

Na prática, trata-se de um mutirão no qual cabe ao Procon (Programa de Defesa do Consumidor) o papel de mediador entre devedor e credor. Quem estiver disposto a quitar dívidas tem até o próximo dia 29 para procurar o órgão com documentos pessoais – telefone de contato/recado, comprovante de residência e o contrato ou um comprovante de existência da dívida a ser negociada. Os atendimentos ocorrem das 7h às 13h.

Conforme a Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), o bando de dados do SCPC revela 48.649 débitos somente no comércio local, não incluindo as empresas de rede, sem lojistas, bancos ou financeiras. Essas dívidas foram contraídas (e não pagas) por 35.113 pessoas (algumas com mais de um débito) e totalizam R$ 24.361.716,25.

Somente em 2017, de janeiro a agosto houve 15.099 negativações no Serviço Central de Proteção ao Crédito, relativas a dívidas não pagas que somam R$ 14.214.808,46. Logo no primeiro mês do ano 2.567 pessoas ficaram com o nome sujo por deverem o equivalente a      R$ 1.782.117,94 no comércio de Dourados. E em fevereiro foram 1.823 negativações por causa de R$ 2.431.605,14 devidos.

Nos primeiros oito meses de 2016 havia 17.650 nomes negativados por débitos pendentes de R$ 12.402.708,80 em Dourados. Somente em fevereiro daquele ano, 2.783 ficaram com nome sujo por dívidas que totalizavam R$ 2.439.236,09.

Em contrapartida, de janeiro a agosto deste ano 11.372 douradenses conseguiram limpar seus nomes no SCPC ao quitarem R$ 10.319.544,54.


Deixe a repetição