Midiamax
Publicidade Marcilio Noticias

O bebê de 1 ano e dois meses que caiu em uma vala por volta das 12h40 desta sexta-feira, no Jardim Noroeste, em Campo Grande, morreu na ambulância a caminho da Santa Casa. Equipes do Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegaram a ficar uma hora fazendo a reanimação para que a menina fosse estabilizada e transportada.

Conforme noticiado há pouco, a mãe, Berenice Mendes, de 31 anos, disse que amamentava o outro filho, irmão gêmeo da menina, quando percebeu o acidente. O bebê corria atrás do irmão de dois anos, durante uma brincadeira, e caiu no buraco que tem cerca de 1,5 metro de profundidade. “No desespero, eu tentei pegar ela e puxei pelo vestido, mas quanto mais eu tentava puxar, mais ela caía”, relatou a mulher que vive no local com seus cinco filhos, o marido, a comadre e o filho desta comadre.

Vizinhos testemunharam a ação e pediram socorro. Os primeiros a chegar foram agentes que trabalham no Complexo Penitenciário e a Polícia Militar. As equipes prestaram auxílio e acionaram o Samu e o Corpo de Bombeiros. Ao todo, os socorristas levaram 40 minutos para tirá-la do buraco.

Em seguida, levaram mais 40 minutos no trabalho de reanimação para que ela desse o primeiro sinal de pulso. Aproximadamente 1 hora depois foi que eles conseguiram estabilizá-la. O buraco onde a menina caiu fica em uma obra ao lado do quintal da casa dela, na Rua dos Perdizes. O local não tem muros e fica exposto, oferecendo risco a moradores.


Deixe a repetição