Publicidade Marcilio Noticias

Depois dos defensores públicos estaduais e dos membros do MPE-MS (Ministério Público Estadual) conseguirem na Justiça decisões favoráveis para proibir o Governo do Estado de descontar 14% referente à contribuição previdenciária, docentes da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) também conquistaram vitória judicial semelhante.

Representados pela Aduems (Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), os professores ingressaram com mandado de segurança coletivo nesta quinta-feira (10).

A ação ficou sob responsabilidade do desembargador Fernando Mauro Moreira Marinho, que ontem mesmo decidiu, em caráter liminar, suspender o desconto previdenciário de 14%.

Midiamax


Deixe a repetição